Cineteatro Caracas - a construção

Quando adquiriu o Avenida Cine, José Ferreira Pinto tinha a intenção de reabilitar o edifício. Para esse efeito solicitou um projeto ao arquiteto Aristeu Gonçalves que previa a ampliação da área edificada para a construção de café-restaurante, de novos camarins para os artistas, de lavabos para o público. No entanto, em 1964, depois de uma aturada análise às necessidades que a tecnologia de projeção impunha e de conforto que era necessário para os espectadores, surgiu um novo projeto da autoria do arquiteto Gaspar Domingues, que previa a demolição e construção de um novo edifício. Teve um custo aproximado de 10.000.000$00. O novo edifício ficou concluído em 1968, sendo batizado com o nome de Cineteatro Caracas, cidade onde o seu proprietário tinha estado emigrado. A inauguração ocorreu a 21 de Dezembro com a projeção do filme “Flor Amarga”. Apesar dos seus sucessores terem inaugurado a 17 de Dezembro de 1982 o Cinema Estúdio Gemini 1, com o filme “Tron” em estreia nacional, o Cineteatro Caracas continuou com atividade regular até 1993. Em 2003, foi adquirido pelo Município de Oliveira de Azeméis.

GALERIA DE IMAGENS

Av. António José de Almeida | 3720-239 Oliveira de Azeméis | Telefone - 256 682 408 | 256 600 621